Esteróides e alcool

Tagged: , , , , ,

Por séculos pessoas de várias civilizações e sociedades têm desfrutado do álcool como uma forma de relaxar do dia e experimentar um nível leve de felicidade por um tempo curto. Em muitos países o álcool é servido com a maioria das refeições. O álcool tem um lugar na sociedade e na vida de muitos e é importante saber sobre o que acontece ao juntar álcool e esteróides.

No culturismo e no fitness é outra história. O álcool desidrata músculos que você está tentando tanto hidratar ao consumir uma grande quantidade de água. O álcool deprime o sistema imunológico que deve manter-se saudável para combater os rigores dos seus exercícios sem adoecer. O Álcool contém uma grande quantidade de calorias vazias que prejudicam a que cintura e criam a “barriga de cerveja” que nenhum culturista quer possuir. Álcool rouba a motivação e apresenta um estado de relaxamento ao culturista que precisa de um pouco de entusiasmo ao acordar para ir para o ginásio.

Os culturistas fazem uso da terapia pós-ciclo (PCT) para ajudar a combater o desequilíbrio hormonal que ocorre após um ciclo de 10 a 16 semanas. Após um ciclo os níveis de estrogénio tendem a estar acima do limite o que leva a um inchaço, que poderá levar ao temido bico nos mamilos chamado ginecomastia. Já testosterona tende a estar baixa assim como os níveis de energia. A libido de um culturista vai cair porque o seu corpo não precisou produzir qualquer testosterona natural nos últimos meses. A maioria dos culturistas pode usar Clomid, Tamoxifeno, ou outros compostos para ajudar a combater estes efeitos secundários e para ajudar a restaurar a funcionalidade hormonal normal e ideal para o corpo. O corpo está num momento particularmente vulnerável por danos e perturbações durante este período de terapia pós-ciclo. O uso de álcool durante este período é provavelmente prejudicial do que em qualquer outra época do ano. O álcool sobe os níveis de estrogênio e baixa os níveis de testosterona. Isso diretamente derrota o propósito de usar as drogas PCT. Além disso os medicamentos por via oral da PCT podem ser muito tóxicos para o fígad tal como os esteróides orais.

O álcool também tem um efeito prejudicial sobre o fígado. Não é uma optima idéia ser coloca tensão indevida sobre tais órgãos, principalmente quando os resultados finais pode ser tecido muscular perdido. É melhor usar dois orais – uma ideia igualmente perigosa – mas poderia pelo menos ganhar alguns ganhos musculares novos!

A conclusão é que o álcool não pertence ao culturismo, principalmente no que toca a culturistas em terapia pós-ciclo. Defina suas prioridades e decida se quer ser um culturista de sucesso saudável ou se beber lhe tem mais valor e significado.

2 Comments

  1. hawK

    Viva, tenho algumas dúvidas sobre esta matéria, será que me podiam esclarecer?

    Reply

    • admin
      admin

      sim diga

      Reply

Deixe uma Resposta