FAQ – Perguntas Frequentes

Tagged: , , , , ,

1. Ainda não tenho 21 anos, devo usar esteróides?

Não. Esteróides que aromatizem (os quais são a maioria) impedem adolescentes em crescimento de atingir a sua estatura normal.
Outro potencial problema muitas vezes referido é que durante a puberdade, têm-se um sistema endócrino muito instável, pelo que o uso de esteróides acarretaria vários problemas: disfunção eréctil (impotência), perda de desejo sexual e até infertilidade.
Pessoalmente nunca vi provas sobre este último ponto, e não me parece que exista um risco maior que o normal de danificar o HTPA. Caso existisse os endocrinologistas não receitariam oxandrolona a adolescentes e crianças para promover o crescimento e reverter hipogonadismo, apenas para dar um exemplo. Na verdade a grande maioria dos indivíduos que desenvolvem hipogonadismo causado por anabolizantes estão na vasta maioria entre os 28-35 anos, não se encontrando uma explicação para a predominância desta faixa etária.

O principal problema dos adolescentes e uso de anabolizantes deve-se na sua grande maioria à falta de maturidade e compreensão dos riscos a longo prazo do uso destes.

No entanto, caso seja um adolescente, o uso do fórum não lhe está interdito. Procure obter toda a informação para ter um ciclo o mais seguro e produtivo para ser usado quando tiver a idade necessária.

2. Os esteróides não são mágicos.

São apenas suplementos hormonais bastante eficazes. Eles aumentam a síntese proteica no corpo, mas para esta síntese ocorrer é necessário ingerir proteína suficiente assim como hidratos de carbono e gorduras para efeitos de energia. Na verdade a dieta de um atleta sob o efeito de esteróides terá de ser bastante mais exigente do que a de um atleta normal. Enquanto que um atleta natural tem apenas de ingerir entre 40 a 50 calorias por kg. de peso corporal para ganhar massa, já o outro tem de ingerir 55 calorias por kg. de modo a tirar o maior partido dos esteróides. Da mesma maneira a quantidade de proteína por kg terá de ser bastante maior, na ordem dos 3/3.5 gramas por kg. Ou seja, os esteroides por si só não causam crescimento muscular, apenas aceleram o processo, requerendo para tal doses extras de nutrientes.

3. Devo utilizar esteróides antes de atingir o meu limite genético?

É um ponto controverso. A ideia geral é de que se deve estar perto ou então atingido o limite natural antes de usar anabolizantes.

Vejo dois motivos principais pelos quais esta linha de raciocínio não faz sentido. Em primeiro lugar, o limite genético é um conceito muito abrangente, e normalmente só se atinge na plenitude por volta dos 35-40 anos. Parece-me pouco viável convencer alguém a adiar a ideia de ciclar para daqui a 15 anos.
Outro factor negativo é que após passar o limite genético com um ciclo, necessita-se obrigatoriamente de ciclar constantemente de modo a manter-se acima desta linha natural. Esta dependência dos anabolizantes não me agrada particularmente.

De um ponto de vista de saúde é menos prejudicial um atleta usar esteróides para atingir rapidamente o seu limite genético e a partir daí mantê-lo com um treino, dieta e suplementação correctos.

Tendo em conta que os efeitos colaterais são os mesmos quer se tenha 70 ou 120kg, não vejo motivo pelo qual um atleta não perto do seu limite genético não possa ciclar. Verdadeiramente importante é ter feito a pesquisa completa sobre ciclo, terapia pós-ciclo e assuntos afins, de modo a usar com a maior responsabilidade possível.

4. Deve ter todos os produtos, incluindo medicamentos para a recuperação pós ciclo, antes de iniciar o ciclo.

Não caiam neste erro básico. Se não têm medicamentos para a terapia pós ciclo arriscam-se não só a perder todos os ganhos do ciclo mas também a terem problemas a nível sexual e reprodutivo. Ter sempre Nolvadex, Clomid e HCG antes do ciclo é básico.

5. Proibido perguntar por/dar contactos de fontes de vendedores de esteróides em fórum aberto assim como discutir preços.

Esta é bastante explícita. No entanto, para os de compreensão lenta:

Não postem tópicos ou mensagens a perguntar onde é que se podem obter substâncias ilícitas. Serão banidos sem aviso prévio. O mesmo se aplica a discussão de preços, a não ser que estes figurem no Infarmed.

6. Que tipos de resultados em termos de massa muscular limpa/peso/perda de gordura tenho com _____ ?

Isso depende de muitos factores, quer sejam internos (genética) quer externos (dieta, treino). É uma pergunta desnecessária à qual não podemos responder.

7. Preciso de algo para repor os meus níveis naturais de testosterona após um ciclo?

Sim. Após um ciclo os níveis hormonais naturais estarão bastante baixos, dependendo em grande parte do tipo de substância que foi usada. Para manter os ganhos e repor os níveis hormonais naturais utilizam-se anti-estrógenios tais como Clomid e Nolvadex, assim como HCG, especialmente em ciclos com drogas bastante supressivas, como testosterona, trembolona ou nandrolona.

8. Na terapia pós-ciclo como e em que quantidades devo utilizar Clomid ou Nolvadex?

Isto depende em grande parte dos produtos utilizados, especificamente com o produto que fica activo mais tempo no organismo após a última dose. Por exemplo se usou um produto como winstrol, deverá iniciar a terapia pós ciclo imediatamente após a última injecção. Se usou testosterona de longa acção, como enantato então começa-se a terapia 10-14 dias após a última injecção. Deve ter como referência a tabela de semivida das substâncias.

Com o clomifeno aconselha-se 100mg durante 2 semanas, e 50mg durante outras duas semanas. Com Nolvadex, começa-se com 40 mg/dia durante duas semanas e 20 mg/dia durante outras duas semanas. Em ambos os casos o tratamento estende-se durante 4 semanas

9. Como se utiliza o HCG (Pregnyl)?

No método original inicia-se a utilização imediatamente após terminar o ciclo, ou mesmo na última semana do ciclo. Toma-se 4 injecções durante 20 dias, 3000/3000/1500/1500 IU respectivamente, de 5 em 5 dias, injectado intramuscularmente.

De momento dou preferência ao método 500IU bissemanal. A cada sábado e domingo aplicam-se 500IU. Este método tem a vantagem de evitar desde o início a atrofia testicular.

Nota: HCG suprime a testosterona natural, por isso deve-se estender a terapia com Nolvadex ou Clomid pelo menos mais duas semanas do que a de HCG.
NUNCA injectar HCG sem o uso simultâneo de Nolvadex, caso seja no pós-ciclo, ou de um inibidor de aromatização (Proviron, Arimidex ou preferencialmente Femara) se durante o ciclo. O uso HCG em doses altas ou durante demasiado tempo pode ter efeitos nefastos na recuperação devido ao potencial de danos nas células LH. O uso de tamoxifeno concomitantemente impede em grande parte este problema, daí a sua importância aquando do HCG.

HCG vêm em duas ampolas, assim que estas são misturadas necessita de conservação no frigorífico.

10. Pode-se beber winstrol injectável? Os resultados são semelhantes?

Sim, pode-se. No entanto:

1. Em teoria os resultados não são os mesmos. Tomado oralmente apenas têm 83% da eficácia que se teria ao injectar. No entanto na prática não se nota diferença, tanto quanto a experiência o dita.

2. Estes produtos são hepátóxicos. Quando injectados apenas passam pelo fígado uma vez, portanto a versão injectável é a menos tóxica. Para a máxima segurança, quando ingeridos deve-se limitar o seu uso a 6 semanas e depois manter um período de abstenção de 14 semanas. Isto aplica-se a todos os esteroides 17AA. No entanto não convém generalizar o risco dos 17aa. Em alguns esteróides alfa-alquilados os riscos são vários e presentes como no Hemogenin/Anadrol (oximetelona). Em outros os riscos hepáticos são bastante mais reduzidos, como é o caso do Anavar (oxandrolona), doses baixas de dianabol e Turinabol oral, entre outros.

3. Nem todos os esteroides injectáveis podem ser tomados oralmente, apenas os 17AA (Dianabol, Anavar, Winstrol, Anadrol) assim como outros tais como Proviron, Primobolan e hormonas com o éster undecanoato e acetato). Os outros tipos de injectáveis quando tomados oralmente apenas têm 4-6% da eficácia.

11. É possível ter ganhos usando apenas Dianabol/Anadrol?

Outro tema polémico. O consenso geral é de que os ganhos quer de um quer de outro são na sua esmagadora maioria água, não existindo praticamente nenhum ganho de massa muscular. Estes indivíduos recomendam o uso de um injectável, na maioria das vezes testosterona, de modo a solidificar os ganhos.

Isto é, na falta de melhor termo, raciocínio de macaco retardado.

Os esteróides orais não têm processos de acção particularmente diferentes dos injectáveis. A retenção de água pode ser grande com ambos os anabolizantes. No entanto, a maior parte dos ganhos são de massa muscular limpa. Este mito instalou-se porque ao cessar o ciclo de dianabol/anadrol grande parte do peso é perdido. Este peso é precisamente a retenção de água que se perde. Todos os verdadeiros ganhos são mantidos com PCT e dieta correcta, tal como com qualquer outro anabolizante. A testosterona também causa bastante retenção de água que se perde no pós-ciclo e estranhamente continua a ser enfaticamente recomendada pelos mesmos indivíduos que criticam este factor ao dianabol. Dualidade de critérios bastante estranha, sem dúvida. Nem me atrevo a especular o raciocínio detrás do conceito da inclusão de testosterona solidificar os ganhos. Parece-me algo saído de um sonho induzido por LSD.

Portanto, sim, um ciclo com dianabol ou anadrol pode dar ganhos significativos. Na verdade, a curto prazo, são ambos mais eficazes do que testosterona, incluindo as testosteronas de acção rápida. A pergunta seguinte é se existem ciclos mais eficazes, e a resposta é afirmativa. A conjugação de um oral com um injectável é um ciclo muito mais sólido. No entanto isto não invalida a eficácia do dianabol ou anadrol por si só.

12. Tenho receio de injectar. Como o devo fazer?

É facílimo. Basicamente furas a pele com a agulha, quando a penetração oferecer mais resistência é porque atingiste o músculo. Aplicas mais força e inseres a agulha profundamente. Agora fazes aspiração – puxas gentilmente o aplicador da seringa. Se entra sangue é porque atingiste uma veia, o que é mau. Retira a agulha, troca por uma nova e repete o procedimento noutro sítio. Volta a aspirar. Se nada entrar na seringa está pronto a injectar. O músculo deve estar relaxado.

Site de referência:

www.spotinjections.com

13. Que agulhas e/ou seringas devo usar?

Para o glúteo e coxa uma agulha 23G, com 1″ a 1,5″ de comprimento;. Para músculos mais pequenos (deltóide, bicep, tricep, etc.) 25 ou 27G. Em termos de seringas basta que peças seringas para injecções intramusculares na farmácia.

14. Quantas calorias devo ingerir quando estou a ciclar?

Regra geral, 3 gramas de proteína por cada kg de peso corporal. Para ganhar massa, pelo menos 55 calorias por kg de peso corporal. Para secar, torna-se diferente. Deves manter os hidratos o mais baixo possível mantendo sempre a proteína alta. Mas se ainda não sabes isto não deves usar esteróides.

15. Não tenho medicamentos pós-ciclo. Posso ciclar na mesma?

Poder, pode-se. Mas a recuperação será muito mais lenta, a atrofia testicular pode tornar-se irreversível, a maioria dos teus ganhos vai desaparecer. Além disso estes medicamentos são fáceis de arranjar em farmácias sem receita médica. Procura por Dufine (Clomid), Nolvadex e Pregnyl.

16. Adquiri esteróides mas não sei se são legítimos ou falsificações. Como posso tirar a dúvida?

Se possível tira uma foto e coloca no fórum. O mais provável é que alguém que já tenha ciclado tenha usado esse produto e como tal pode dar a sua opinião. Se não tens a certeza da legitimidade dos teus produtos, não os uses.

17. Qual é o esteróide que me pode dar ganhos bons mas ter poucos efeitos secundários?

Os efeitos secundários causados pelos esteróides são de natureza androgénica ou estrogénica. Os ganhos provêm da activação dos receptores andrógenicos ou estrógenicos. Ou seja, reduzir os efeitos secundários é a mesma coisa que reduzir os ganhos. Por isso tens de decidir o que é mais importante, bons ganhos ou um ciclo seguro. Todo e qualquer esteróide apresenta um risco de efeitos secundários, nem que seja apenas a supressão do HTPA.

O único conselho é decidir que tipo de efeitos colaterais incomodam mais (androgénicos ou estrogénicos) e tentar usar um ciclo no qual os minimizes.

18. Como devo conservar os esteróides? Precisam de ir para o frigorífico?

Os esteróides em si não. Basta conservar num local fresco e seco. Quanto ao Pregnyl e rHGH, sim, precisam de refrigeração após reconstituição. Leia o folheto do medicamento para instruções mais detalhadas.

19. Posso ingerir álcool enquanto estou a ciclar?

O álcool provavelmente não vai limitar os ganhos. Mas têm efeitos nefastos. Os principais são a toxicidade que apresenta para o fígado. Tendo em conta que os esteroides também o são, especialmente a maioria dos orais, podes estar a sobrecarregar esse órgão. Depois há a questão do álcool aumentar os níveis de estrogénio no corpo, o que não é aconselhável de conjugar com esteróides que aromatizem.

Além disso, se não se vai ter uma dieta decente não se deveria ciclar.

20. Como posso prevenir a ginecomastia?

Ginecomastia é o desenvolvimento das glandulas mamárias masculinas. Entre os sintomas iniciais mais comuns encontra-se a sensibilidade aumentada, comichão nos mamilos e dor ao toque.

Existem dois tipos de medicamentos para o efeito: os anti-estrogénios ou os inibidores de aromatização.

Em termos de anti-estrogénio o mais indicado é o tamoxifeno, que funciona bloqueando os receptores de estrogénio. Pode ser tomado a 10mg por dia durante todo o ciclo como modo de prevenção. Opcionalmente pode ser usado apenas quando sintomas de ginecomastia aparecerem, em cujo caso se inicia a terapêutica com 60mg diários durante 3 dias e 40mg diários até os sintomas desaparecerem.

Apesar de eficazes para este efeito colateral em concreto os anti-estrogénios deixam em aberto os colaterais referentes à presença de estrogénio em excesso (p.ex. retenção de água, subida da tensao arterial, depositos de gordura femininos). Este é o motivo pelo qual sempre que possível se deve dar preferência aos inibidores de aromatização que evitam a formação de estrogénio em certos casos até 98%. Os mais recomendados são letrozole (Femara) a 2.5mg dia sim dia não ou exemestano (Aromasin) a 25mg diários.

AUTORIA: INTERFICIUM – FORUM NUTRIBODY

5 Comments

  1. Guilherme Olivera

    Eu encontro em farmacia a Primobolan, Testosterona Propionate, HGC,Clomid, Nolvadex e Arimidex ?

    Reply

    • admin
      admin

      Em portugal da lista apresentada apenas HGC,Clomid, Nolvadex e Arimidex .

      Reply

  2. António

    Boa noite,

    Fiz um ciclo de winstrol e propionato a uns meses atrás e na fiz a Tpc da melhor forma, resultado: ginecomastia (penso eu) noto um caroço por tras do mamilo, fiz uma ecografia que acusou apenas um muito ligeiro aumento dos mamilos. Disseram me para nao me preocupar que não era nada, mesmo assim tomei novaldex 20mg todos os dias durante 2 meses. Ainda sintoo caroço embora “quase” nao seja perceptivel. A minha pergunta é: Nao deverei ciclar mais? Ou basta tomar novaldez mais um inibidor de aromatase e nao preciso de me preocupar? Queria agora fazer um ciclo de sustenon e winstrol mas estou com receio da ginecomastia…
    Obrigado

    Reply

    • admin
      admin

      Deve usar um inibidor de aromatase na proxima vez para evitar qualquer problema.

      Reply

  3. Carlos Palmeiro

    Boa noite, chamo-me Carlos e tenho 51 anos, gostava que me indicassem o melhor ciclo para aumento de massa muscular para um indivíduo na minha idade, já li sobre ciclos longos e curtos enfim estou um bocado confuso, disseram que na minha idade é mais difícil a recuperação da testosterona natural num ciclo longo, se me puderem ajudar fico agradecido.

    Reply

Deixe uma Resposta