Entrevista a Hélio Rodrigues, Campeão Nacional de Culturismo + 85kg

Tagged: , , , , ,

Como se interessou por este desporto?

Comecei a gostar deste desporto quando ainda tinha 16 anos, vivia nos Açores na altura
e tinha vários amigos que praticavam musculação, comecei a ir ao ginásio com eles e a busca por mais e mais informação foi-se apoderando de min. Nunca consegui parar.

Há quanto tempo treina e em que idade começou a treinar?

Comecei com 16 anos, nunca parei desde então.

Que suplementos toma e recomenda?

Quando comecei usei/testei de tudo, actualmente em termos de suplementos sou muitooo básico, tomo apenas proteína, glutamina e perto da competição comecei a tomar aminoácidos, ácidos gordos etc.

Qual o tipo de treino que utiliza habitualmente?

No dia-a-dia treino quando me apetece sem grandes regras, odeio contar repetições ou séries, o músculo não sabe contar e devemos aprender a ouvir o nosso corpo. Tento sempre treinar de forma a morrer em cada treino o mais rapidamente possível.

Quais foram as suas influências?

As minhas influências foram sempre os meus amigos e companheiros de ginásio, foi sempre para eles que olhei na tentativa de igualar e ultrapassar.

Obteve o 1º lugar no campeonato nacional de culturismo IFBB. Do seu ponto de vista, como correu a prova?

A prova correu bem, claro que muita coisa é impossível de acertar á 1º mas já deu para me conhecer um pouco melhor, só pelo que aprendi já foi muito bom. Contei também com a ajuda do Marco Sousa que me foi dando as “guidelines” para conseguir chegar lá mais rapidamente. Obrigado

Há alguma dica que queira deixar aos praticantes desta modalidade no sentido de maximizarem os seus resultados?

Acreditem em si e no que pretendem atingir, tudo é possível e muitas vezes de forma bem mais rápida do que pensamos. Procurem alguém que vos ajude e acima de tudo partilhe opiniões com vocês.

Na sua opinião, o que é exigido a um atleta para a obtenção desses resultados?

O que é pedido a um atleta é sempre o mesmo, disciplina, sacrifício, muita humildade e muita fé no objectivo.

Considera que o Estado Português dá o apoio suficiente a esta modalidade? Que acha que poderia ser feito no sentido de captar mais apoios?

O estado português não dá apoio nenhum que eu saiba, embora gosta-se que de outro modo fosse tenho noção que este desporto não é dos preferidos do público em geral e muitas vezes é ligado a outros submundos. Parte da culpa é também de muitos que praticam este desporto com todos os objectivos menos o da arte do culturismo.

É preciso educar mais os atletas para que o estado olhe de outra forma para todos nós.

Quais as metas que pretende atingir no culturismo?

Pretendo voltar a competir mais volumoso, mais duro, mais definido e melhor preparado, este ano não devo voltar a tentar mas para o ano lá estarei de novo sem falta.

Tem outros projectos e expectativas pessoais?

Claro que sim! Adoro este desporto mas tenho outras metas a nível pessoal e profissional. Quero acabar o raio do meu curso o mais rapidamente possível e fixar-me em algum lado de forma definitiva.

E chegamos ao final deste entrevista, deseja dizer algo mais ou deixar um agradecimento?

Obrigado por esta oportunidade, abraços e obrigado novamente pela honra desta entrevista.

Deixe uma Resposta